Alagoas terá quatro clubes na Copa do Brasil de 2014

Como já tinha publicado aqui no blog anteriormente, participam da Copa do Brasil 86 (oitenta e seis) clubes, sendo:

a)     Os 06 (seis) disputantes da Copa Libertadores;

b)     Os 70 (setenta) oriundos dos campeonatos estaduais e torneios seletivos e

c)     Os 10 (dez) clubes provenientes do Ranking da CBF, conforme prevê o Art. 2°, abaixo transcrito:

 

Art. 2º - Os critérios técnicos de participação dos clubes na Copa são os seguintes:

1) Critério 1: Pertencer ao grupo dos seis clubes (número máximo) classificados para a Copa Libertadores da América e complementares;

2) Critério 2: Pertencer ao grupo dos 70 clubes oriundos dos certames estaduais/Distrito Federal, excluídos os clubes já identificados no critério 1;

3) Critério 3: Pertencer ao grupo dos 10 clubes oriundos do Ranking Nacional de Clubes (RNC), excluídos os clubes já identificados nos critérios 1 e 2.

 

Observemos, no final do deste texto, que o ASA ocupa a 31ª posição no Ranking de Clubes da CBF de 2014 (já atualizado com todas as competições de 2013), portanto, 30 clubes estão à frente do alvinegro arapiraquense.

 

Vejamos quais dessas 30 equipes já estão classificadas pelos critérios 1 e 2, acima descritos e, com isso, excluídas daquele grupo de dez, onde se situa hoje o ASA (critério n° 3).

 

Classificados pelo critério n° 1 (disputantes da Copa Libertadores 2014):

  • Cruzeiro, Atlético/MG, Grêmio, Atlético/PR e Flamengo (* a 6ª vaga será da Ponte Preta ou do Botafogo/RJ).
  •  

Classificados pelo critério n° 2 (oriundos dos campeonatos estaduais):

  • Vasco da Gama, Fluminense, Botafogo (*), Corinthians, Santos, São Paulo, Portuguesa (campeã da Série A2 paulista), Coritiba, Atlético/PR, Paraná, Internacional, Goiás, Atlético/GO, Sport, Náutico, Vitória, Ceará, ABC, América/RN, Criciúma, Chapecoense e Paysandu.
  •  

Classificados pelo critério n° 3 (em ordem de posicionamento no Ranking de Clubes da CBF 2014):

1.     Palmeiras

2.     Ponte Preta (Caso dispute a Libertadores, classificar-se-á pelo critério n° 1. Nesse caso, o Fortaleza seria o 10° classificado pelo RNC da CBF)

3.     Bahia

4.     Avaí

5.     Figueirense

6.     América/MG

7.     Guarani/SP

8.    ASA

9.     Bragantino

10.   São Caetano

 

Os Estados posicionados do 6° ao 14° lugares no Ranking Nacional de Federações têm direito a três vagas na Copa do Brasil, a partir da edição de 2013 (Art. 2° § 3° do regulamento). Alagoas é a 12ª colocada no ranking de 2013 e, por isso, CRB, CSA e Corinthians já estavam habilitados à disputa da edição de 2014. O ASA proporcionará a Alagoas, pela vez primeira, ter quatro representantes em um mesmo campeonato em âmbito nacional.

 

Anteriormente, já havíamos afirmado a certeza da participação do gigante alagoano na Copa do Brasil de 2014. Modestamente, sabíamos o que estávamos falando à luz dos regulamentos vigentes no desporto brasileiro. Restava tão somente realizarmos as simulações matemáticas para chegarmos à conclusão antes publicada aqui no blog. Como se diz humoristicamente nos estádios: “- Eu já sabia!”.

 

Pelo sexto ano consecutivo, o ASA disputará esse que é o certame mais democrático do futebol brasileiro, pois insere clubes de todos os Estados da federação e ainda conseguiu igualar a marca do CSA. Entre os anos de 1997 a 2002 o clube marujo também disputou esse campeonato em seis seguidas edições.

 

  RANKING ALAGOANO POR N° DE PARTICIPAÇÕES  

CLASSIFIC.

CLUBES

N° PARTICIP.

MELHOR POS.

PIOR POS.

CSA

13

(1992)

81° (2013)

ASA

09

18° (2012)

49° (2001)

CRB

09

19° (2006)

57° (2000)

Corinthians

04

(2008)

57° (2005)

Coruripe

04

34° (2008)

60° (2012)

Capelense

01

32° (1989)

***

Murici

01

56° (2011)

***

 

Os melhores feitos alagoanos na Copa do Brasil, desde a primeira edição em 1989, foi o 8° lugar do CSA, em 1992, repetido pelo Corinthians Alagoano, em 2008 e o maior fiasco foi também do time do Mutange neste ano, quando ficou na 81ª colocação.

 

O CSA é o recordista alagoano de participações em treze temporadas. É também o clube responsável por duas históricas eliminações. Em 1992, desclassificou o Vasco da Gama dentro de São Januário e, em 2009, desbancou o Santos de Neymar em plena Vila Belmiro.

 

O ASA, ao eliminar o Palmeiras de Wanderley Luxemburgo, em 2002, também fez história e ganhou notoriedade nacional, a partir daquela proeza.

 

Em 2008, foi a vez do Corinthians mostrar a força do futebol alagoano. Na 1ª fase despachou o Atlético/PR e chegou às quartas de final da competição, sendo eliminado pelo Vasco da Gama.

 

Torçamos por uma espetacular participação dos clubes alagoanos na Copa do Brasil de 2014, especialmente do ASA gigante. Passagens de uma fase à outra asseguram dividendos financeiros aos clubes participantes e o alvinegro arapiraquense necessitará desse reforço em seu caixa, para montar um grande elenco em busca do retorno à Série B do Brasileirão, em 2015.