Indubitavelmente, um gigante!

[...] Oh! Craques da esportiva, o ASA gigante tornai. Com bravura e galhardia, ide avante. Lutai! Lutai! [...]. Estaria o nobre professor alvinegro, Pedro de França Reys, ao redigir esse trecho da letra do hino da Agremiação Sportiva Arapiraquense, expressando uma ordem? Uma súplica? Um pedido? um conselho? Estabelecendo um norte a ser seguido dali por diante?

Pois bem, nobre professor, deu certo! Seja lá qual fosse a sua real intenção, o senhor obteve pleno êxito em sua composição, já que, em Arapiraca, todos os que admiram esse esporte bretão, de tantas emoções, replicam seus versos, sem titubeios, em alto e bom som, nas arquibancadas do Estádio Fumeirão, a casa do ASA gigante das Alagoas.

O hino de uma instituição traduz o sentimento, a emoção, o respeito, enfim, o apego de seus filiados. É a missa, a visão, as metas, os objetivos, é o espírito do empreendimento, a sua própria alma. O hino do ASA de Arapiraca não precisou ser extenso para traduzir a grandiosidade de sua mensagem, nesse particular, o professor se esmerou ao extremo. Uma imensa capacidade de síntese, aliás qualidade a qual persigo há muito tempo, sem sucesso, diga-se de passagem.

Ontem, dia 04 de abril de 2012, o ASA provou mais uma vez que esse atributo de “gigante das Alagoas” não é estória da carochinha ou obra do mero acaso. Em jogo de ida da 2ª fase da Copa do Brasil, com resultado de ASA 1 x 0 Coritiba, o coxa branca paranaense, clube campeão brasileiro de 1985 e com apenas uma derrota nesta temporada.

Jogo disputadíssimo durante todos os 90 minutos, com maior predomínio do alvinegro no 1° tempo e do Coritiba no 2° tempo. Atuações exemplares do Didira, Cal, Audálio e do artilheiro alvinegro, Lúcio Maranhão, novamente em noite inspirada. Obviamente, o destaque maior da partida foi a raça de todo o time do ASA, sem a qual dificilmente conseguir-se-ia uma vitória dessa magnitude.

Três jogos, três vitórias, nessa que já é a melhor participação alvinegra em Copas do Brasil. Uma campanha para ficar na história do alvinegro, independentemente do que venha a acontecer daqui em diante.

De parabéns todo o elenco alvinegro, a diretoria e a torcida que praticamente lotou o Estádio Municipal na noite de ontem, apesar da divulgação de apenas 5.428 pessoas presentes na partida.

Atenções agora voltadas para o jogo deste sábado contra o embalado Penedense, mas justo agora, time ribeirinho! Justo agora esboças reação no campeonato alagoano? No momento em que o ASA precisa muito da vitória para continuar sonhando com a liderança do 2° turno? Mas, também estamos em grande fase, o que contribuirá para uma grande disputa no Estádio Alfredo Leahy e que vença o melhor.