O ASA é Alagoas na 3ª Fase da Copa do Brasil 2015

            Alagoas teve quatro representantes na Copa do Brasil deste ano: ASA, Coruripe, CRB e Murici. O alvinegro auferiu o direito de disputa da competição graças à posição privilegiada que ocupa no Ranking Nacional da CBF. Os outros três clubes alagoanos conquistaram a vaga por suas campanhas no campeonato estadual de 2014.

            O ASA é o 35° clube brasileiro e lidera Alagoas no Ranking Nacional de Clubes da CBF. O CRB é o 47° posicionado e o 2° de Alagoas, seguido pelo Santa Rita (71°), CSA (79°), na sequência, Coruripe (92°), Murici (202°) e Corinthians Alagoano (222°). O alvinegro de Arapiraca tem 4.120 pontos nesse ranking, superando o CRB, 2° colocado estadual, com 2.792 (diferença de 1.328 pontos pró ASA gigante).

            É a 11ª participação alvinegra na Copa do Brasil, mas apenas a segunda vez que o ASA consegue chegar à 3ª fase da competição. A primeira vez ocorreu em 2013. Naquela oportunidade superou na 1ª fase o Santa Cruz/RN com um empate sem gols no jogo, como visitante, e uma vitória por 2 a 1 no Fumeirão.

            Na 2ª fase, o ASA desclassificou o Ceará. Venceu por 3 a 0 como mandante e, pelo mesmo placar, foi derrotado como visitante. Conseguiu avançar para a 3ª fase na cobrança de penalidades máximas (4 x 3). Só foi eliminado na 3ª fase pelo Flamengo com derrotas por 2 x 0, no Fumeirão, e por 2 x 1 no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

            Neste ano, o ASA desclassificou o São Raimundo/RR no 1° jogo por 3 a 1, avançando para a 2ª fase e, com dois empates, o primeiro em Arapiraca de 1 a 1 e o segundo, no Barradão, de 2 a 2, eliminou o Vitória. Na 3ª fase enfrentará o poderoso Palmeiras. O primeiro jogo está marcado para o Estádio Alianz Parque, no próximo dia 27/05, às 22h00.

            O ASA já conquistou mais 500 pontos no Ranking Nacional de Clubes para 2016. Estar bem posicionado garante mandos de campo nos confrontos decisivos da Copa do Brasil, por exemplo.

            É sabido que, nas fases preliminares da competição, os mandantes, vencendo seus jogos por mais de dois gols de diferença, classificam-se para a fase seguinte, sem a necessidade de um segundo confronto, como ocorreu na vitória do ASA sobre o Santa Cruz/RN este ano, além disso, esta participação alvinegra de 2015, proporcionou ao clube um milhão de reais em premiação, somando-se os valores das três fases.

            É o ASA de vento em popa em busca de sua reabilitação no cenário nacional, mormente agora no início da disputa de sua principal competição, a mais importante sobre todos os aspectos, a Série C de 2015, inaugurada com um brilhante empate em 1 a 1 contra o Confiança, no Estádio Lourival Batista, em Aracaju.

            O clube só perdeu uma partida oficial este ano, graças à desastrada atuação do árbitro Francisco Carlos do Nascimento, por 2 a 0 diante do CRB no Trapichão, o que praticamente selou a desclassificação do clube do campeonato local. Foram 24 partidas disputadas: vinte no estadual, uma na Série C e três na Copa do Brasil, com 12 vitórias, 11 empates e a derrota para o “apito amigo” (dos outros).