Vitória oportuna e um tabu quinquenário

O Estádio Coaracy da Mata Fonseca foi palco do jogo que selou o quinquenário de invencibilidade da Agremiação Sportiva Arapiraquense sobre o Clube de Regatas Brasil, as equipes representantes de Alagoas na Série B do brasileirão, isto porque a última vitória do CRB frente ao ASA ocorreu em 22/04/2007, no Estádio Severiano Gomes, pelo estadual daquele ano.
Até o dia 22 de abril deste ano as duas equipes não se enfrentarão, portanto, pode-se reconhecer os cinco anos de tabu de vitórias regateanas sobre o ASA gigante das Alagoas.
A partida foi válida pela 5ª rodada do 2° turno, disputada no dia 28/03, quarta feira, com o placar favorável ao alvinegro em 2 a 1. Com duas etapas inteiramente distintas, já que na primeira o CRB foi senhor das ações, abriu o marcador, através do meia Éwerton Maradona e ainda perdeu mais duas chances claras de ampliar a vantagem.
Veio o segundo tempo e o domínio mudou de lado. Inteligentemente, o técnico Heriberto da Cunha sacou os dois laterais Chiquinho Alagoano e Augusto e pôs em seus lugares o meia Gabriel e o ala Marcinho, deslocando, ainda, Audálio da zaga para o meio de campo. O ASA voou em campo e o CRB passou a se defender como pôde, sem êxito. Audálio, logo ele, regateano declarado, empatou a peleja e o artilheiro da competição anotou o seu 15° tento, consagrando a virada alvinegra no placar. Final 2 a 1.
Arbitragem quase omissa na parte disciplinar da disputa, mas soube enxergar a falta que gerou a penalidade máxima convertida pelo alvinegro e teve a coragem de expulsar o estabanado goleiro alvirrubro, que impediu o Didira de entrar o próprio e a bola em sua meta. Cartão vermelho merecido e chuveiro antecipado.
E o tabu?
Dezesseis jogos, onze vitórias, cinco empates, 32 gols pró, 16 gols contra, esse é o retrospecto resumido de um tabu inexoravelmente quinquenário.
Nesse período, o ASA venceu o Regatas na Pajuçara nos dois jogos ocorridos, com uma goleada de 5 a 2 (2008) e uma vitória por 1 a 0 (2010); No Estádio Rei Pelé foram seis jogos com quatro vitórias alvinegras (2009 [2], 2011 e 2012) e dois empates (2008 e 2012); No Fumeirão foram sete confrontos com quatro vitórias (2009 [2], 2011 e 2012) e três empates (2008 [2] e 2012). Em 2010, o ASA venceu o CRB no Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios.
Curiosamente o alvinegro venceu o CRB em quatro estádios e três cidades diferentes, o que denota que o acaso está distante da teimosia desse tabu, ao contrário, a supremacia do ASA gigante é inquestionável, o que não significa dizer que foram vitórias fáceis de serem conquistadas, inobstante, ASA e CRB sempre terem travado partidas muito disputadas,  valorizando ainda mais a invencibilidade alvinegra.
Ao vencer o CRB, o ASA mantém o tabu;  firma-se como melhor campanha da competição na classificação geral e se mantém no encalço do CSA, na briga pela liderança deste 2° turno do Campeonato Alagoano de Futebol.